02/03/10

TORMENTO


Tenho ciúmes de tudo o que te rodeia,
das estrelas do céu que te olham à noitinha,
da lua que te ilumina a face que admiro e da
pena com que escreves as palavras de amor.
Como desespero e me perco nas memórias sentidas
e lembradas de ti e de mim, de nós.
Sou uma guitarra que perdeu o seu tocador, triste no
trinar , solto gemidos de dor e solidão.
Tenho ciúmes até de mim porque estive contigo e me
Embriaguei de ti e me embrenhei do teu sabor.

2 comentários:

Du disse...

"Sou uma guitarra que perdeu o seu tocador"

Eu também amiga, eu também...

Nuno Miguel disse...

"Tenho ciúmes até de mim porque estive contigo e me Embriaguei de ti e me embrenhei do teu sabor"- Poesia é isto!!!

Enviar um comentário