02/03/10

VOZ

A minha voz é sofredora porque estou longe de ti
porque és apenas uma imagem perdida que está dentro de mim.
A minha alma está triste e fria porque amo-te em demasia e não te tenho
em permanência e angustiada fico, assim, perdida sem ti.
Choro e aperta-me o coração , procuro-te no meu caminho ,vejo-te
ao longe, imagem esfumada e diáfana,quero alcançar-te mas....
desvaneces ao luar.
Oh! Não desapareças e a abre tua mão,acolhe-me,leva-me contigo.
O meu coração vai no teu, escondido ,envergonhado, alisando tua vida
agreste,sentindo-te e amando-te baixinho.

6 comentários:

Tili Oliveira disse...

Querida, tuas palavras são sempre tão delicadas, singelas e completas.
Só de estar aqui, no seu mundinho secreto, me sinto mais suave, quase sumindo...
Uma beleza!
Beijos querida

Emerson Donizeti Batista disse...

Belíssimo!!! Adoro esta bruma tênue que manifesta e esconde, cheia de ternura e perfume! Seu texto flui como um rio, e não há como o leitor não ser o mar!

Du disse...

Querida... sei exatamente como é esta sensação de solidão acompanhada de almas...quando a gente ama tanto que nem entende por que ama...

Adorei teu blog, parabéns!

Beijos doces!

Alessandro Pierre disse...

Quão belo é teu mundo... Sempre visitarei..
Cheio de versos e poemas.. como nun sonho bom...

elaenluarada disse...

Muito lindo teu poema!! *-*...me identifiquei com tuas palavras amiga!
Tua poesia é maravilhosa!
Beujos de Lua!

[ rod ] ® disse...

Primeira vez e a êxtase ficar! perfeito...

Enviar um comentário